Gatilhos mentais, por que você deve incluí-los em sua estratégia de vendas

Tomar uma decisão nem sempre é uma tarefa fácil, especialmente quando as consequências caem diretamente em nossas vidas profissionais. Se assim for, a probabilidade de um colapso mental é grande. Desta forma, nosso cérebro trabalha de modo que tomar decisões simples seja automático. Esse filtro natural que temos é chamado de gatilho mental e é responsável pela homeostase do corpo e da mente.

Quer criar uma campanha digital planejada? Clique qui. 

Como funcionam os gatilhos mentais?

 

Os gatilhos mentais são especialmente úteis para que você não desperdice energia desnecessária tomando uma decisão que possa ser tomada rapidamente. Em geral, as decisões exigem pouca energia. A decisão de caminhar, por exemplo, começa conscientemente, e então o cérebro se encarrega de enviar os impulsos necessários. Todo ato realizado automaticamente faz com que o cérebro atribua ações e informações a sites que realmente precisam de energia.

A tomada de decisão mais rápida e mais assertiva facilita a assimilação da informação pelo cérebro. Quanto mais complexa a situação, mais necessário será analisar e, em alguns casos, tornar o raciocínio mais confuso. Assim, quando os gatilhos mentais são usados ​​corretamente, é mais provável que você mantenha a homeostase do corpo e, consequentemente, eleva os níveis de estresse.

 

Tipos de gatilhos mentais

 

Existem vários gatilhos mentais que podem ser enumerados e analisados. Então nós trouxemos quatro dos mais populares gatilhos de marketing e você pode (e deve) usá-los como base para suas estratégias.

 

– Gatilhos de escassez

É a máxima “aprender a valorizar o que você tem antes que seja tarde demais”. Isso ocorre porque nos acostumamos a certas situações e só sentimos falta delas quando as perdemos. É completamente normal, porque a qualidade da novidade é perdida depois de um tempo.

Essa estratégia é frequentemente usada no marketing como um senso de exclusividade (ou escassez). Por exemplo, empresas que colocam produtos em edição limitada para aumentar seu valor.

 

– Gatilhos de urgência

É muito provável que você não precise deste produto, mas a sensação de urgência faz com que a compra seja feita por impulso. Por exemplo, ofertas de iluminação ou black friday cumprem muito bem o papel de disparadores mentais de emergência.

 

– Gatilho novidade

A notícia atrai até os menos interessados. Imagine um produto muito parecido com a versão anterior, mas com alguns recursos extras (embora a diferença seja muito pequena). Qualquer melhoria influencia a ideia de que o público tem a sensação de necessidade.

Para colocar em prática a estratégia de marketing é necessário que uma novidade seja, de fato, uma novidade. Caso contrário, será simplesmente outro produto no mercado que competirá com outras marcas que estão posicionadas há muito tempo.

 

– Gatilho de teste social

O consumidor tem a necessidade de se sentir único, então, para ativar o teste social, é necessário ter algo diferente dos outros. Mas por que você comprou seu produto e não o seu concorrente?

Uma boa maneira de evitar esse problema é mostrar resultados em vez de números. Ou seja, qual é o benefício que seu produto trará para o comprador.

 

Não deixe conferir outros artigos sobre estratégias de marketing digital clicando aqui.

WhatsApp